Colégio Cândido Portinari


Manual Alunos

Organização Administrativa

Conselho Diretor - é encarregado de manter e desenvolver a Filosofia do Colégio, para assim construir os alicerces de todas ações propostas.

São membros do Conselho Diretor:

  • Vicente Sarno - Diretoria Administrativa / Diretor Pedagógico
  • Manoel Muniz - Diretoria Financeira
  • Rosa Silvany - Diretoria Pedagógica
  • Marcone Azevedo - Diretoria Pedagógica

Diretoria Adminstrativa

Compete ao diretor administrativo:

  • Dirigir, coordenar e supervisionar sua área de atuação;
  • Promover os meios necessários para o funcionamento pleno das instalações;
  • Integrar-se aos demais setores objetivando o melhor funcionamento das atividades escolares.

Diretoria Finaceira

Compete ao diretor financeiro:

  • Dirigir, coordenar e supervisionar sua área de atuação;
  • Administrar os recursos financeiros da Instituição;
  • Realizar o plano orçamentário anual, visando a atender todos os setores do Colégio.

Diretoria Pedagógica

Compete aos diretores pedagógicos:

  • Dirigir, coordenar, supervisionar e fazer executar todas as atividades escolares em nível técnico-pedagógico;
  • Estabelecer normas disciplinares para o corpo discente;
  • Promover a integração entre os diversos setores, a família e a comunidade;
  • Promover os meios para a implementação de projetos didáticos e de empreendimentos.

IV – Projeto Pedagógico

A construção do Projeto Pedagógico do Portinari demarca princípios e fundamentos ético-políticos, epistemológicos e didático-pedagógicos que norteiam a práxis educativa a partir da sua missão e visão.

MISSÃO - oferecer um ensino de qualidade, proporcionando aos estudantes as condições de aprenderem a ser, a conviver e a fazer, de modo cooperativo, autônomo e capaz de atuar no seu entorno social.

VISÃO - fazer deste Colégio um centro de referência regional para o Ensino Fundamental – 6o ao 9o ano e o Ensino Médio – 1ª à 3ª série.

Os valores que sustentam os fundamentos ético-políticos são, principalmente, a criticidade, a autonomia, a cooperação, a solidariedade e o respeito a si e ao outro. Esse conjunto de valores permite o desenvolvimento de atitudes responsáveis perante a vida e possibilita ao estudante agir como força transformadora da sociedade. Só assim o(a) estudante poderá contribuir de forma produtiva para o fortalecimento de um ambiente democrático.

CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

Uma visão humanista e sócio-construtivista aponta o conhecimento como uma construção que se realiza por meio da ação daquele que conhece o meio físico e social e acontece à medida que o sujeito enfrenta desafios, busca soluções e interage com seus semelhantes. Daí a opção do Colégio Portinari por esta linha de pensamento.

Entendemos que o conhecimento deve ser relevante, significativo e possibilitador de aplicação em novas situações a partir da criatividade dos estudantes.

Nossa prática cotidiana, busca superar a fragmentação do conhecimento e implementar uma práxis pedagógica contextualizada a saberes, tendo em vista a vivência de aspectos da vida cidadã. Assim, articulamos temas da Vida Cidadã como: Saúde, Sexualidade, Vida Familiar e Social, Meio Ambiente, Trabalho, Ciências e Tecnologia, Cultura e Linguagens, o que possibilita aos educandos a compreensão crítica dos diferentes fenômenos naturais, sociais e a resolução de problemas.

AVALIAÇÃO

Em nosso Colégio, a avaliação é entendida como um processo contínuo e indicador, tanto do desempenho da função pedagógica do professor, quanto da aprendizagem do estudante.

Nessa perspectiva, ela ocorre sistematicamente em todo o processo de ensino, de acordo com o planejamento desenvolvido nos diversos anos e séries e inclui a aferição de notas de 0 (zero) a 10 (dez).

Ao final do ano letivo, composto de três unidades, o estudante deverá obter o mínimo de 6,0 (seis) pontos por disciplina, conforme cálculo a seguir:

MF= MI X 3 + MII X 3 + MIII X 4 / 10 = 6,0

OBS.: a 1ª e 2ª unidades têm peso 3,0 (três) e a 3a unidade, peso 4,0 (quatro).

As avaliações ocorrerão ao longo das unidades e podem constar de testes, minitestes, provas, trabalhos individuais, em dupla ou em grupo. A partir do 7o ano, as provas e testes serão semanais.

Ao final da 3a unidade, o processo de avaliação é semelhante, incluindo, porém, uma semana de provas com conteúdo acumulativo. Nesta semana, os estudantes, após cada avaliação serão liberados.

O estudante que não perfizer a pontuação mínima fará recuperação.

2ª CHAMADA

Se o estudante estiver doente ou impossibilitado de comparecer, por motivo justo, às avaliações no período regulamentar, terá direito à 2a chamada. Em caso de doença, deverá apresentar atestado médico.

É necessário que procure a Secretaria, solicite o formulário de requerimento, que deverá ser devidamente preenchido e assinado pelo responsável e devolvido à Secretaria. O estudante inscrito receberá boleto bancário após a última avaliação da unidade em curso e efetuará o pagamento, conforme contrato assinado no ato da matrícula.

O prazo máximo para o preenchimento do formulário é de 72 horas após a realização do instrumento de avaliação (teste ou prova) com valor igual ou superior a 3,0 (três) pontos.

O calendário de 2ª chamada será marcado pela coordenação e disponibilizado para os estudantes previamente. A falta à prova de 2a chamada ou a não inscrição implicarão na perda do direito a uma nova oportunidade.

CONSELHO DE CLASSE

O Conselho de Classe é um procedimento educacional realizado com a participação dos professores, direção, vice-direção pedagógica, orientação, coordenação e secretaria, visando ao acompanhamento e avaliação do desenvolvimento do estudante e das turmas.

Compete ao Conselho de Classe:

  • I - analisar o rendimento escolar do estudante, tendo em vista avaliações feitas por professores e observadas as medidas didático-pedagógicas;
  • II - opinar sobre a aplicação e a adequação de programas da série;
  • III - dar parecer sobre problemas didáticos e pedagógicos da série;
  • IV- solicitar termos disciplinares, avaliações e acompanha-mento que se fizerem necessários para o desenvolvimento do estudante.
  • V - decidir sobre renovação de matrícula do estudante que tenham percorrido as medidas disciplinares previstas no regimento do colégio ou que tenham cometido falta grave.
  • VI - decidir pela anulação ou repetição de testes, provas ou trabalhos destinados à avaliação do rendimento escolar em que ocorram dúvidas quanto aos resultados.

As reuniões de Conselho de Classe acontecem no período letivo, ao final de cada unidade, após a recuperação ou em situações extraordinárias, quando for necessária sua convocação pela direção.

RECUPERAÇÃO FINAL

O estudante que não obtiver 60 pontos ao final do ano em alguma(s) disciplina(s), estará incluído no processo de recuperação. O Colégio considera que em até 04 disciplinas é possível recuperar o conteúdo não assimilado.

O período da recuperação é divulgado em circular e o horário é oferecido ao estudante após a entrega dos resultados da 3a unidade, caso ele não tenha conseguido a pontuação mínima para ser promovido à série seguinte.

Durante a recuperação, o estudante é submetido a avaliações tendo a primeira peso 4,0 e a segunda peso 6,0. Esta última envolve todo o conteúdo da recuperação. Esses conteúdos são selecionados com a participação das coordenadoras das séries e professores das diversas disciplinas, levando-se em consideração os aspectos necessários para a continuidade dos estudos da disciplina na série seguinte.

A média final para a aprovação na recuperação é a seguinte:

MF= 1ª avaliação x 4 + 2ª avaliação x 6 / 10

Será considerado aprovado o estudante que obtiver em cada disciplina média igual ou superior a 6,0 (seis).